quinta-feira, 24 de setembro de 2009

A vitória anunciada do aldrabão profissional


Que sabe fazer Sócrates além da gincana política? O projecto de uma obra, dar aulas de Matemática,… Não o imaginamos em nenhum destes papéis, mas temos de reconhecer que embrulhou todos os líderes da oposição.

Apareceu contra MFL como defensor do investimento, da aposta no futuro, do emprego, passando desta a imagem salazarenta da dona de casa que se preocupa excessivamente com o orçamento doméstico.

Roubou metade dos eleitores a Louçã quando este se embrulhou em explicações ininteligíveis sobre os PPR’s. Duma só estocada, associou Louçã à imagem de um radical com soluções escondidas na manga que prejudicariam a classe média.

As pessoas não votam com base numa “análise científica” do real – que não está ao seu alcance – mas sim com base em imagens, representações sociais do real. Na manipulação destas imagens sem dúvida que Sócrates é Mestre. Assim, já começou a contagem decrescente até à reeleição do “grande líder” esquecendo o seu mandato miserável e branqueando o carácter de um aldrabão profissional, com receio do apocalipse...

Sócrates faz-me lembrar a história da rã numa panela. Se a água for aquecendo lentamente a rã não reage, deixa-se ficar, permite que a água vá aquecendo, e no fim acaba cozida. Se tivessem colocado a rã directamente na água quente, ela teria reagido, saltaria e salvar-se-ia.

A Sócrates perdoou-se a trafulhice na Licenciatura, e ele sentiu a partir daí que vivia numa República das Bananas. Não esqueço que Clinton sofreu um processo de impeachment que o afastou da presidência dos Estados Unidos por uns simples beijinhos, apesar de perdoado pela esposa. Os Estados Unidos também elegem nódoas como Bush. Mas agora têm Obama e nós temos um banana na Presidência.

À primeira todos caem. À segunda quem quer. Os Estados Unidos puderam até dar-se ao luxo de reeleger Bush em prol do desenvolvimento do seu anedotário. Na República Portuguesa das Bananas Sócrates já tem o mandato renovado, fazendo-nos entrar em casa pela TV, todos os dias, a imagem de um país onde todos gostaríamos de viver, mas não sabemos onde fica. Em ocasiões como esta mete nojo ser português, porque a economia portuguesa não tem dimensão "para se roubar tanto" (Ferraz da Costa, EXPRESSO, 15 de Agosto de 2009) e para tanta palhaçada.

Não há desenvolvimento sem um Estado forte que assegure um enquadramento legal ao qual todos terão necessariamente de se submeter. Sócrates nem esta condição mínima assegura.

Se "Aprender Compensa" porquê que inventou um "ensino" sem disciplinas, sem programas, sem classificações? Deixo a resposta para reflexão.

Um comentário:

maria fernanda lopes disse...

Neste Pais a beira mar plantado de facto esta a acontecer ...o ditado QUEM TEM OLHO VAI SER REI ....e mais ou menos isso...certo ,,,,Ja agora vale a pena Pensar neste assunto..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...