quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Milu já demonstrou a inutilidade do seu modelo de avaliação!


Que o novo modelo de avaliação é inútil já o provou definitivamente, sem o querer, Milu. Diz ela repetidamente que esta avaliação é absolutamente necessária para a qualidade do ensino e para a melhoria dos resultados. Porém, anunciou com grande pompa ao país que o sistema melhorou no último ano, o que acabou por ser reforçado com a divulgação dos resultados dos exames nacionais. Só que esta apregoada melhoria da qualidade e dos resultados verificou-se ainda antes de o modelo de avaliação produzir qualquer efeito. Logo, fica provado que a avaliação não é uma condição necessária para a melhoria da qualidade e dos resultados.
O que leva então Milu a dizer que a avaliação é absolutamente necessária? Sem avaliação nenhum professor progride na carreira, o que dá jeito ao Governo por motivos estritamente orçamentais. Evidentemente, mais sobra para atribuir pensões e outras mordomias aos politicus...

Naturalmente, Milu está a reagir às criticas ao modelo de avaliação sem nada discutir. Só lhe interessa a execução de qualquer maneira, apelando directamente à simplificação ad hoc do modelo.


  • Maria de Lurdes Rodrigues pediu às escolas do Norte que simplifiquem a avaliação do desempenho docente. Num encontro que reuniu, ontem à tarde, na Maia, os conselhos executivos de cerca de metade das escolas da Direcção Regional de Educação do Norte, a ministra foi confrontada com veementes críticas quanto à inexequibilidade do modelo proposto. E a todas respondeu com apelos à simplificação. "Facilitem, simplifiquem, mas façam", apelou a ministra.
    PÚBLICO, 12.11.2008


Então tenha também coragem para mandar esquecer o DR 2/2008, revogando-o.

Estou farto de invenções na Educação!

É a primeira vez na minha vida que me sinto motivado para ir a uma manifestação.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...