sábado, 31 de maio de 2008

O automóvel eléctrico está aí!

Chego a casa, estaciono o carro na garagem, e ligo-o ao carregador como se fosse um telemóvel! Quando sair, desligo-o, e nunca preciso de ir ao posto de abastecimento!

A tecnologia já existe!
A Tesla Motors é uma associada da General Motors, portanto quanto a garantias está tudo dito.
Se virem o vídeo abaixo correm o risco de ficar a sonhar com a máquina ;)


99.000 € não está ao alcance de todos, mas já há propostas mais acessíveis como os Green Vehicles.


O rápido crescimento dos preços do petróleo que sofremos na pele, veio obrigar a repensar mais seriamente esta alternativa, começando a tornar-se frequentes notícias sobre veículos eléctricos.

  • O deputado socialista Jorge Seguro defendeu hoje incentivos para a instalação de fábricas e projectos de automóveis eléctricos, bem como para os consumidores que optem por este tipo de veículos, porque "há mais vida para além do petróleo". Lusa, 30 de Maio de 2008


  • Apesar das anunciadas intenções da Nissan de vender veículos eléctricos nos EUA e no Japão, no final de 2010, a marca já passou às experiências em campo. Recorde-se que em Fevereiro de 2007 a Nissan Motor Co. Ltd. entregou à empresa de rent-a-car Kanagawa Toshi Kotsu Ltd. a sua, então, mais recente versão do X-Trail FCV com pilha de combustível, para ser utilizado como parte da sua frota de aluguer com condutor. Foi a primeira vez que esta modalidade de rent-a-car foi disponibilizada. Saliente-se que a aliança Renault/Nissan irá, numa primeira fase, comercializar de forma massiva automóveis eléctricos na Dinamarca e em Israel, em 2011. LusoMotores, 29 de Maio de 2008


A mudança não se faz sem resistência. Fica aqui o link para um ficheiro recebido por mail, em denúncia dos obstáculos impostos pelos interesses económicos.
Tem sido "inteligente" a estratégia dos produtores, não vendendo, mas simplesmente alugando os automóveis eléctricos. Isso permite-lhes recuperar toda a frota pela simples não renovação dos contratos de aluguer, com a vantagem de então poderem destruir todos os carros de uma só só vez.
O site Don't Crush mostra a consciência dos indivíduos na Web, contra este estado das coisas.

Será possível repetir a "façanha"?

Quem matou o automóvel eléctrico? Eis a 1ª parte de 11 de um excelente documentário no YouTube.



Para aprofundamento do tema convém ler o relatório da WWF.




  • Os sectores petrolífero e dos transportes encontram-se inextricavelmente ligados. Para sustermos qualquer mudança das alterações climáticas reversíveis, da destruição dos ecossistemas essenciais e das tensões geopolíticas, esta ligação tem de ser desfeita pela transição para um paradigma de transporte que é extremamente eficiente e simultaneamente compatível com a renovação sustentada da energia do futuro.
    PLLUGED IN – The End Of The Oil Age


Backup



Em português, podem ler-se notícias interessantes no site da ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DO VEÍCULO ELÉCTRICO.

Eis um veículo eléctrico português, desenvolvido pela Escola Superior de Tecnologia, de Viseu. Com 1 € faz 100 kms. Fantástico!



PS - Volkswagen reconhece que o futuro pertence ao automóvel eléctrico

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...