quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Ministério da Educação quer suspender todos os projectos nas escolas


O Governo enlouqueceu de vez!

Para arruinar as escolas desta maneira, é preferível que chame o FMI. Pode ser que então se descubram outras possibilidades de equilibrar o Orçamento, como:

- criar um imposto especial a suportar pela banca, principal responsável pela crise financeira. Sócrates falou muito genericamente sobre o tema, mas logo o esqueceu assim que o lobby da banca abriu a boca;

- cortar as pensões milionárias;

- reduzir os institutos públicos;

- rever os regimes de excepção vergonhosos que foram inventados para empurrar o "esforço patriótico da recuperação da Nação" para os professores;

- reduzir o número de políticos e assessores na AR, Ministros e Secretários de Estado no Governo;

- não permite o endividamento das autarquias, como o Alandroal;

- Querem mais sugestões? Contratem-me ;)

Agora isto será a morte das escolas! Lá foi toda a retórica da autonomia...

  • "Qualquer atribuição de horas a agrupamentos ou escolas não agrupadas para dinamização de projectos, ainda que aprovados por serviços do Ministério da Educação, extingue-se com a entrada em vigor do presente despacho, carecendo de nova autorização do membro do Governo responsável pela área da Educação", lê-se na proposta de despacho de organização do ano lectivo (2011/2012) que o ME enviou a sindicatos e associações.
    Jornal de Notícias, 11/1/11

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...