terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Os jornalistas engolem toda a canalhice


Ontem o PÚBLICO fez propaganda ao Governo, deixando-se levar por Sócrates.

  • "Valeu a pena resistir, não desistir, enfrentar as dificuldades. Este é o caminho para o sucesso", afirmou José Sócrates, no encerramento da cerimónia de apresentação do relatório da OCDE sobre política educativa para o primeiro ciclo (2005-2008). Fazendo rasgados elogios à ministra da Educação, o primeiro-ministro recordou as "dificuldades" e incompreensões que as políticas de Maria de Lurdes Rodrigues têm enfrentado ao longo dos últimos anos, concluindo que "valeu a pena".
    PÚBLICO, 26.01.2009


O leitor mais interessado descobrirá que o dito Relatório da OCDE está no site do ME, em http://www.min-edu.pt/np3content/?newsId=3170&fileName=bilingue_GEPE_portugues_final.pdf, (Backup) mas não o encontrarão no site da OCDE, onde o documento mais recente se refere à Avaliação do Processo Orçamental.

Será que a OCDE já não tem espaço disponível no seu site ou apenas mais uma aldrabice?



Seria o primeiro "relatório da OCDE" que não utiliza o logotipo da mesma!

Só cai quem quer.


Realmente, logo no prefácio somos esclarecidos de que o "produto" resulta da encomenda do ME a um conjunto de "peritos":

  • Neste contexto, o Ministério da Educação solicitou o presente relatório a uma equipa de peritos internacionais independentes, liderada pelo Prof. Peter Matthews. A avaliação que realizaram em Portugal segue de perto a metodologia e abordagem que a OCDE tem utilizado para avaliar as políticas educativas em muitos países-membros ao longo dos anos.


Na introdução os peritos afirmam que trabalharam com base em dados que lhes foram fornecidos pelo Ministério, que lhes fez a encomenda de um "estudo imparcial" e terá pago o respectivo cheque.

  • Agradecemos enormemente a ajuda e as informações fornecidas por várias pessoas durante a realização desta avaliação. O nosso trabalho foi facilitado pelo excelente Relatório Nacional elaborado antes da nossa visita (...).
  • O nosso trabalho beneficiou do impressionante conjunto de dados prontamente disponibilizados pelo Gabinete de Estatística e Planeamento da Educação (GEPE), que também nos deu total apoio logístico e proporcionou uma ligação próxima com o gabinete da Ministra.
  • O Ministério pediu – e nós realizámos – uma avaliação totalmente imparcial e independente dos elementos mais importantes relativos à reorganização do primeiro ciclo do ensino básico.


O que oferece maior ideia de seriedade ao estudo é a assinatura do prefácio deste por Deborah Roseveare, Chefe da Divisão das Políticas de Educação e Formação, Direcção para a Educação, da OCDE. Suponho que terá subscrito o prefácio a pedido dos colegas que redigiram o Relatório, visto que estes teriam supostamente seguido a metodologia da OCDE.

Realmente certamente que não fará parte da metodologia da OCDE que os peritos se reúnam apenas com autarcas do partido do Governo. Portanto Sócrates também terá enrolado a senhora Deborah Roseveare e os peritos internacionais.



Sócrates é perito na propaganda. Da amostra representativa do estudo apenas Gondomar não é do PS, mas encontra-se sobre controlo através do amigo Valentim ;)

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...