quarta-feira, 21 de maio de 2008

Ridículo: Prédio no valor de 38 mil euros penhorado por divida de 75,43 euros

A eficácia da máquina fiscal é exemplar.

  • A Direcção-Geral dos Impostos (DGCI) penhorou e colocou à venda dois imóveis, cujo valor patrimonial é superior a 38 mil euros, a um contribuinte com uma dívida de 235,88 euros. Deste montante, no entanto, apenas 75,43 euros correspondem ao não pagamento da contribuição autárquica e o restante diz respeito a acréscimos legais, como juros de mora e custas do processo.
    Jornal de Negócios, 21/Maio/2008


Que justiça é esta? É o cumprimento da lei para quem não conhece nenhum politicu daqueles que se atropelam pelos corredores do poder para nos sacar os cobres.

Este episódio é ainda mais anedótico se tivermos em consideração que a antiga Contribuição Autárquica (CA) chegava até nós em facturas do SMAS, que não se distinguiam daquelas que pagamos regularmente pelo consumo de água. Estou a imaginar a situação de um indivíduo prático e distraído. Como é prático tem tudo a pagamento por transferência bancária, porque pode dar-se ao luxo de não se preocupar com as contas. O problema é que a CA não foi “cair” na sua conta bancária, era necessário fazer o pagamento por MultiBanco. Como é distraído alguns papéis podem ir para o lixo mais rapidamente do que deviam ;) Um ano não pagou a CA e saiu-lhe o jackpot acumulado!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...