sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Consequências da escassez de banda sobre o trabalho

Cada vez que alguém se refere às vantagens da banda larga, dá exemplos associados ao lazer, Porém, a escassez de recursos também tem consequências sobre o modo de trabalho.

A partir do site do Banco de Portugal são abundantes os ficheiros .csv, assinalados com o ícone que só os especialistas atentos distinguirão do símbolo de Excel, que até os abre, e a ilusão persiste com o desenho das células. Porém, quem quiser utilizar o seu conteúdo terá um trabalho hercúleo, pois ainda precisará de separar os números antes de chegar a um quadro compreensível! Porquê? Porque os dados em formato .csv são um ficheiro de texto!!!! Não seria mais simples ter deixado os números numa folha de cálculo? Quem utiliza estes ficheiros assim?



Como os ficheiros .csv são muito mais leves que os ficheiros do Excel, numa fase inicial em que a largura de banda era estreita, predominando os modems de 28.800 bps, era importante disponibilizar a informação sem sobrecarregar a rede, embora isso tivesse outros custos a pagar pelo utilizador ;)

Refira-se que foi lançado à cerca de um ano o BPstat, precisamente com a ideia popularizar o acesso aos indicadores. Naturalmente que o novo site é mais fácil de utilizar, mas mais exigente em termos de recursos tecnológicos.

NOTA – As voltas que é necessário dar para obter um ficheiro inteligível a partir de um .csv indicam-se abaixo:
1. Seleccionar a coluna que contêm os dados (A)
2. Seleccionar Dados/Texto para colunas
3. Escolher “Delimitado” e “Ponto e vírgula” para delimitador.
4. Em “avançadas” podemos opcionalmente indicar outra preferência para assinalar a casa decimal e/ou para separar os milhares.
5. Em “destino” devemos indicar a célula onde desejamos que a nova tabela comece.
6. Botão “concluir”. Está feito!

Registe-se um abraço ao Manuel Gonçalves, por esta dica.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...